Search here...
Pat & Companhia
TOP
Uncategorized

Serralves e Joana , que dupla!

“A obra de Joana Vasconcelos pode ser vista a partir de dia 19, no Museu de Arte Contemporânea de Serralves, onde “I’m Your Mirror” apresenta trabalhos realizados desde 1997 até à atualidade. A exposição mostra “do melhor que Portugal pôde apresentar em muitas circunstâncias”, como considerou o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, durante a inauguração ao final do dia de ontem, acompanhado pelo presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, pela ministra da Cultura, Graça Fonseca, e pela presidente da Fundação de Serralves, Ana Pinho. “

O luste “A noiva “, ” a liberdade sexual da mulher”( 14 mil tampões)
A nossa artista…

“Vinte anos após ali ter realizado a sua primeira exposição com outros artistas, Joana Vasconcelos regressa agora para a primeira exposição individual, que extravasa o museu e se abre ao Parque de Serralves, chegando até à Avenida do Marechal Gomes da Costa, frente à entrada do museu, e integrando mais de 30 obras, 14 das quais novas. Comissariada por Enrique Juncosa, “I’m Your Mirror” reúne alguns dos ícones mais emblemáticos da artista, como: “Cama Valium” (1998) feita de blisters com comprimidos Valium; “Burka” (2002); o candelabro “A Noiva” (2001-05) com 14 mil tampões; “Coração independente vermelho” (2005) com talheres de plástico; o par de sapatos de salto alto “Marilyn” (2011) feito de panelas; o helicóptero “Lilicoptère” (2012) de plumas de avestruz e cristais Swarovski. E inclui também um considerável número de obras novas da série “Bordalos”.

“Cama valium”
“Coração independente vermelho”
“Lilicoptere”

“A primeira exposição individual de um artista português no Museu Guggenheim em Bilbau, onde recebeu mais de 640 mil visitantes, integra uma máscara veneziana com 2,5 toneladas, feita com 231 molduras de duplo espelho, e um anel solitário de três toneladas com 112 jantes de automóvel e 1 324 copos de cristal. “I’m Your Mirror” (título que faz referência à cantora Nico e à música “I’ll be your mirror” dos Velvet Underground) é organizada pelo Museo Guggenheim Bilbao, em parceria com a Fundação de Serralves/Museu de Arte Contemporânea e a Kunsthal Rotterdam (Holanda), ficando patente até 24 de junho.  .”

Os sapatos representam a peça Marilyn, ” faz a ponte entre a mulher, a cozinha e a mulher contemporânea”…panelas e tampas de aço inoxidável.

 Bule , O Pavillon de Thé alusão à catarina de Bragança, a princesa de Portugal que levou o hábito de beber chá para Inglaterra.
série Néctar, garrafas de vinho da Bacalhoa
Solitário, junta dois estereótipos : luxo e desejo…. jantes douradas no anel e copos da Atlantis representam o diamante

“Estar aqui tem uma importância particular. É estar no meu país, na minha terra, com a minha família”, salientou a artista. “Foi aqui que fiz a primeira aparição num museu e a primeira exposição com outros artistas internacionais.” Agora, 20 anos depois, Joana Vasconcelos regressa com uma exposição individual, mostrando como desenvolveu a sua obra, através da sua portugalidade e crítica social. “Quem eu sou e aquilo que aconteceu, desde então e até aqui”.

A inauguração foi um sucesso, estava gente sem fim, além do nosso Presidente da República e da Cãmara estavam muitos outros ilustres das artes e letras, estilistas, cantores, jornalistas, decoradores, desingners de jóias, enfim, aplausos não faltaram representativos da nossa sociedade…

Pat & Companhia

«

»

4 COMMENTS

  • Ivone

    Adoro! Vi esse lustre de tampões pela 1.ª vez no lux em Lisboa! À poucos (muitos) anos atrás! Melhor bem fazer contas…

    • Patricia Machado
      AUTHOR

      Vale a pena a visita !

  • Gisela Martins

    visita obrigatória!

    • Patricia Machado
      AUTHOR

      cá te espero!!

Responder a Patricia Machado Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Follow @patriciaqueirozmachado